IMPOSTURAS INTELECTUAIS

Pobre Sokal”.
Jacques Derrida, Le Monde

Quero sugerir a leitura de um livro imprescindível para aqueles que não suportam mais o discurso sem sentido dos “gurus” da pós-modernidade. Estou literalmente embasbacado! É um livro que mostra quão absurda é a postura dos aclamados “intelectuais” de nossos dias. Eis o livro: Imposturas intelectuais: o abuso da Ciência pelos filósofos pós-modernos (publicado pela Editora Record).


Trata-se de um livro escrito por dois físicos Alan Sokal (Universidade de New York) e Jean Bricmont (Universidade de Louvain), e que surgiu de uma brincadeira. Acredite! Sokal escandalizou o meio acadêmico durante a segunda metade da década de 1990, quando, em 1996, publicou um artigo-embuste na revista Social Text (publicada pela Duke University Press), publicação de estudos culturais até então conhecida por sua posição “pós-moderna”. A ideia de Sokal era submeter o artigo à publicação como um experimento para ver se uma revista desse tipo iria publicar um artigo generosamente temperado com nonsense, i.e., com afirmações sem o menor sentido.


Resumindo a ópera: o artigo foi publicado sob o título Transgressing the Boundaries: Towards a Transformative Hermeneutics of Quantum Gravity (em português, “Transgredindo as fronteiras: em direção a uma hermenêutica transformativa da gravitação quântica”). Depois da publicação, Sokal revelou que o artigo não passava de uma fraude, uma paródia, uma sátira para atacar o abuso, cada vez mais comum, da terminologia científica e a irresponsável extrapolação de ideias das ciências naturais para as ciências humanas, em especial, as sociais. Ele mesmo qualificou o artigo como:

um pastiche de jargões esquerdistas, referências aduladoras, citações pomposas e completo nonsense, tendo sido estruturado em torno das citações mais tolas que eu pude encontrar sobre matemática e física feitas por acadêmicos pós-modernos”.

O livro não é só a constatação do óbvio. É mais do que isso, é a crítica da “crítica” acrítica dos pensadores francêses, da esquerda cultural americana e de toda e qualquer impostura intelectual. Nosso povo brasileiro é presa fácil, absorve facilmente ideias, valores, culturas e tendências do momento. É preciso mais desconfiança, mais suspeita. E isso não falta em Imposturas intelectuais.

Um comentário sobre “IMPOSTURAS INTELECTUAIS

  1. É mano…nem tudo que reluz é ouro.Seria bom se esta “salada” pós-moderna ficasse apenas no discurso sem sentido. A tragédia é que, como diz Schaeffer, “os homens fazem o que pensam”. Quando este amontoado de discursos procura orientar os homens a criar uma nova humanidade, ai ocorre o que Lewis chamou da rebeldia dos galhos contra a árvore.Fiquei com vontade de ler este livro. Parece ser bem interessante.Um abraço,Daniel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s